NOTÍCIAS

Data de publicação: Quinta-Feira, 01 de Junho de 2017

Em audiência no Senado, Ferrari critica reforma trabalhista e elogia mobilização dos trabalhadores

O presidente falou ainda sobre a força que a classe trabalhadora mostrou durante o Ocupa Brasília, realizado no dia 24 de maio

115917-DSC_8121.JPG

"Como pode reformar uma casa sem discutir com o morador o que vai ser feito nela?". Esse foi o questionamento apresentado pelo presidente da Conatec, Paulo Ferrari, durante audiência pública convocada pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado, para discutir as reformas trabalhista e previdenciária.

Ferrari criticou a falta de diálogo do governo com a categoria e relembrou a atuação da classe trabalhadora no Ocupa Brasília, do dia 24 de maio. Segundo ele, o protesto mostrou a força daqueles que estão sendo constantemente bombardeados pelas reformas.

“O cenário serviu para a classe trabalhadora entender todo o contexto e passar a se interessar mais pelo assunto. Agora constantemente estamos sendo procurados por pessoas que querem saber mais sobre o que o Governo está propondo contra nós”, declarou.

A audiência pública foi convocada pelo presidente da CDH, senador Paulo Paim (PT-RS), e contou com a presença de diversas autoridades e parlamentares. Também participaram como expositores Graça Costa, secretária de Relações do Trabalho da Central Única dos Trabalhadores – CUT; Luiz Carlos Prates, membro da Secretaria Executiva Nacional da Central Sindical e Popular - CSP-Conlutas; e Clóvis Sherer, coordenador Adjunto de Relações Institucionais do DIEESE.