NOTÍCIAS

Data de publicação: Segunda-Feira, 02 de Dezembro de 2019

Encontro da Conatec/Fenatec 2019 define rumos para a categoria de trabalhadores em edifícios e condomínios

Nos dias 25 e 26 de novembro os trabalhadores em edifícios e condomínios estiveram reunidos em São Paulo durante o Encontro Conatec/Fenatec 2019. Durante o evento, foram debatidos diversos assuntos do interesse da categoria e para manutenção dos trabalhos das entidades de classe.

O presidente da Conatec, Paulo Ferrari, afirmou que o cenário político está sendo preparado para acabar com o movimento sindical, as federações e as confederação. Ele pediu união da categoria para que as entidades continuem existindo.

“Esse filho cresceu, se estabilizou e começou a andar sozinho. Só que agora que nós temos que ajudar essa criança novamente, porque senão ela vai se perder. Estão querendo exterminar as confederações. E Isso é mais uma coisa que vai acabar com o movimento sindical. É hora de darmos as mãos, nos unirmos e lutarmos por um ideal”, declarou Ferrari.

O presidente do Sindicato de trabalhadores em Edifícios e Condomínios de Manaus, Júlio César, também assegurou que a união e a persistência são as bandeiras que devem ser erguidas para garantir que a luta em prol da categoria não acabe.

“Querem implantar aqui o que implantaram no Chile. Um neoliberalismo de enfraquecimento dos movimentos sindicais e das instituições públicas e, acima de tudo, de enfraquecimento do Estado”, alertou o presidente.

O representante da FETHEMG (Federação dos Empregados em Turismo e Hospitalidade do Estado de Minas Gerais), Gabriel Veiga, parabenizou a diretoria da Conatec e da Fenatec pela realização do encontro e afirmou que eventos como esse auxiliam os trabalhadores a se encontrarem novamente. Veiga ainda alertou que é preciso encarar o futuro e está atento para uma possível volta da ditadura.

“Que não esqueçamos do nosso passado sofrido. Eu ainda sou jovem, mas teve gente da minha família que sofreu na ditadura por conta do movimento sindical. Eu não posso deixar isso para trás. Eu tenho que encarar o futuro, porque eu quero ver meus filhos e nossos netos tendo oportunidade de ser brasileiro”, pontuou.

Dia 26 de novembro

No segundo dia do evento foram apresentadas as contas da Conatec e da Fenatec para os demais dirigentes sindicais e aberto um amplo debate para solucionar os déficits enfrentados pelas instituições, em virtude da falta de contribuição.

Na oportunidade, foi apresentada a proposta de criação de um boleto único em que as entidades pudessem contribuir com valores mensais por faixa, para que a Confederação e a Federação continuassem se mantendo. A proposta do boleto único foi aprovada pelos presentes.